Notícias

TJSP autoriza remoção de vídeos negacionistas contra a Covid-19 do YouTube

Conteúdo atacava uso de máscaras e de vacinas com argumentos falsos

Por Roseli Andrion | 30/05/2022 às 15:11
Pixabay
Foto: Pixabay

O material no YouTube continha discursos contra a vacina e o uso de máscaras

Com alto índice de desinformação, vídeos negacionistas sobre a covid-19 publicados no canal Aliados Brasil Oficial do YouTube foram removidos da plataforma. A autorização veio do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). O retorno dos vídeos, solicitado pelo canal após a decisão, foi negado.

O material continha discursos contra a vacina e o uso de máscaras. Enquanto um dos vídeos tinha afirmações sobre as máscaras propiciarem “maior transmissão do vírus”, outro dizia que "a vacina não presta para nada” e questionava o porquê de “gastar milhões e milhões, bilhões e bilhões de dólares pelo mundo todo com a aquisição de vacinas e imunização das pessoas?". Ambas as afirmações são falsas.

Mário de Oliveira, desembargador do TJSP e relator do caso, aponta que esse tipo de conteúdo pode prejudicar a luta contra a doença. Segundo ele, o tema é "sensível" e tem "aptidão de gerar sérias consequências deletérias a quem consome o conteúdo". Além disso, as falsas alegações estão na "contramão das determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das autoridades locais de saúde”.

Oliveira reforça que a decisão considera a liberdade de expressão e o respeito por ideologias diversas, mas que as políticas do YouTube proíbem conteúdos negacionistas — especialmente aqueles contra vacinação e cuidados em relação à covid-19. Ainda cabe recurso.

Confira as principais notícias de Tecnologia no canal da Itatiaia no Youtube


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou