Notícias

Médicos de clínica onde engenheira morreu em BH também são investigados por abuso sexual

Ex-funcionária denunciou abusos cometidos por proprietários durante os quatro meses em que trabalhou na clínica

Por Com informações de Amanda Antunes | 28/04/2022 às 19:15
Reprodução/Street View
Foto: Reprodução/Street View

Estabelecimento é alvo de duas investigações envolvendo a morte de paciente e abuso sexual

A clínica Sebastião Nelson, que é alvo de investigação da Polícia Civil após a morte de uma paciente por complicações de procedimento estético, também é alvo de denúncia de abuso sexual contra uma ex-funcionária. Ambos os casos seguem em tramitação, tendo em vista que as investigações não foram concluídas.

A técnica de enfermagem, que não será identificada, trabalhou no local por aproximadamente quatro meses. Ela relata casos diversos de abuso, e questiona procedimentos realizados pela clínica.

"Nesse período, sofri abordagens dos proprietários, incluindo assédio sexual e moral. Eles gritavam com vários funcionários, inclusive comigo, e até encostavam em mim, usando palavras chulas. Consegui denunciar na mesma semana, mas tive crises de pânico, e passei por terapia para conseguir trabalhar com a saúde de novo", desabafa.

Após conhecimento da morte da engenheira Julia Moraes Ferro, de 29 anos, que passou por cirurgias na clínica, a ex-funcionária afirmou que "presenciou inúmeros procedimentos questionáveis, além de várias irregularidades". Ela registrou a ocorrência da delegacia da mulher, em BH.

Em nota, a Polícia Civil informou que um inquérito foi instaurado, e diligências estão acontecendo para que os fatos sejam apurados. Outras informações serão repassadas após a conclusão das investigações.

Procurada pela Itatiaia, a clínica "negou veementemente" a ocorrência de qualquer acusação. "Nem os médicos e nem a equipe jurídica tem ciência de qualquer investigação feita pela Polícia Civil. Se essa investigação realmente existe, aguardamos a notificação oficial porque até o momento desconhecemos", completou em nota.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou