Notícias

Cruzeiro precisa de 40 pontos em 87 para alcançar marca média do acesso à Série A

Isso significa time de Pezzolano ter aproveitamento de 45,97%. Atualmente ele é de 81,48%

Por Alexandre Simões e Guilherme Piu | 30/05/2022 às 16:43
Staff Images/Cruzeiro
Foto: Staff Images/Cruzeiro

Matemática está favorável ao Cruzeiro pela boa campanha do clube na Série B

Pela média histórica do acesso nas 16 edições da Série B já jogadas a partir de 2006, o Cruzeiro precisa de 40 dos 87 pontos que ainda disputa na competição para retornar à Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.

Com base nos números de 2022, num universo de nove das 38 rodadas já jogadas, o desempenho pode ser ainda mais modesto, já que a projeção da campanha do Grêmio -- que é o quinto colocado com 48,15% de aproveitamento -- dá 55 pontos, o que deixaria a equipe de Paulo Pezzolano a 11 vitórias da elite, sendo que ainda faltam 29 partidas para serem disputadas.

Para marcar 40 pontos nas 29 rodadas que ainda serão disputadas, o time celeste precisará de um aproveitamento de 45,97%. O atual é de 81,48%. 

A marca do acesso na Segundona nacional é a pontuação do quinto colocado mais um ponto. Assim, o número mínimo para um clube deixar a Série B foi 57, em 2007. O máximo, 72, em 2012, numa competição completamente fora da curva em que o São Caetano ficou de fora do G-4 com 71 pontos, perdendo a vaga para o Vitória no número de vitórias.

A somatória de todas as marcas do acesso, divididas pelo número de edições (16) que já foram disputadas da Série B por pontos corridos dá 62 pontos.

Em dez dos 16 torneios entre 2006 e 2021 uma equipe subiu com 62 pontos ou menos. Em outras quatro oportunidades (2009, 2010, 2017 e 2021) foram necessários 63. Em 2015, o acesso foi alcançado por quem chegou pelo menos aos 64 pontos.

Projeções

O site Probabilidades no Futebol, mantido pelo Departamento de Matemática da UFMG, mostra que com 56 pontos já são de 67,16% as chances de acesso de um clube. Tudo o que passa de 50% tem mais chances de acontecer do que de não se realizar.

Mas Gilcione Nonato da Costa, responsável pelo Probabilidades no Futebol, alerta que essa marca vai depender muito de uma recuperação ou não do Grêmio. “Até agora, o quinto colocado, que é o Grêmio, tem uma pontuação abaixo do esperado, embora possa acontecer uma mudança se o time gaúcho se recuperar, mas mesmo assim dificilmente deixará de ser possível o acesso nesta Série B com 62 pontos. É uma marca até segura”, afirma o professor da UFMG.

Diante do Operário-PR, nesta sexta-feira (3), às 21h30, em Ponta Grossa, o Cruzeiro ultrapassa o primeiro quarto da Série B, pois jogará a décima das 38 partidas da competição e superará os 25%. E a Raposa entra em campo sem chance de perder a primeira posição, pois tem cinco pontos a mais que o segundo colocado Vasco, e sabendo o resultado do confronto entre dois concorrentes diretos, pois o Cruzmaltino recebe o quinto colocado Grêmio nesta quinta-feira (2), em São Januário, às 20h.

Isso faz com que o time de Paulo Pezzolano possa, em caso de vitória no interior do Paraná, aumentar a diferença para o vice-líder Vasco ou para o quinto colocado, sendo isso o mais importante na briga pelo acesso.

Confira as principais notícias do Cruzeiro no canal da Itatiaia no Youtube


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou