Notícias

Aumenta o número de animais de estimação nos lares brasileiros

Saiba como adotar um dos animais atingidos pelo rompimento da Barragem em Brumadinho. A Fazenda Abrigo de Fauna, mantida pela Vale, acolhe esses animais e disponibiliza para adoção responsável.

Por Redação | 27/02/2022 às 09:32

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 140 milhões bichinhos de estimação vivem nos lares brasileiros. Eles estão presentes em 48 milhões de domicílios. Em 46% das residências foi constatada a presença de pelo menos um cachorro. Já os gatos estão em 20% das moradias.

O que aumentou também foi a adoção de pets. Segundo pesquisa da plataforma digital Doghero, 19% de seus usuários afirmam terem adotado um pet pela primeira vez durante a pandemia. 

Adoção de animais resgatados

Desde 2019, a Vale atua em Brumadinho e regiões impactadas pelo rompimento da Barragem, cuidando de cerca de 700 animais que foram resgatados. Eles recebem cuidados veterinários e ficam abrigados em locais mantidos pela empresa, como a Fazenda Abrigo de Fauna. 

No local, uma equipe de veterinários trata e acolhe animais, que posteriormente ficam disponíveis para serem adotados, como explica Magda Castro, Bióloga da Vale: “A Fazenda Abrigo de Fauna foi instituída para acolhimento e tratamento dos animais direta ou indiretamente impactados. Todos os animais abrigados, que não tem tutor, passam por um procedimento de protocolo sanitário. Eles recebem vacinas, vermífugos, castração e ficam disponíveis para adoção. Enquanto eles esperam um novo lar, ficam sob cuidados da equipe, que promove constantes ações de bem-estar, como brincadeiras, socialização e avaliação comportamental”. 

Para os especialistas, além de levar alegria para as famílias, ter um animalzinho em casa também contribui para a melhora da saúde e da qualidade de vida. Eles ajudam crianças e idosos a serem mais ativos e se socializarem mais. Esse é o caso da tutora Helen Monteiro, que já tinha outros pets e adotou a cadela Aurora e o gato Dimitri: “Eu queria muito uma companhia para a minha outra cachorra, que já era adotada, mas ficava muito tempo sozinha. Eu adotei esses dois e eles mudaram a minha rotina, porque passear com as cachorras estimula a gente a fazer atividade física. Elas dão muito carinho, então quando estou um pouco triste elas estão sempre cheias de energia querendo brincar, e esse estímulo é muito bom”. 

O Giovane Moraes é morador de Brumadinho e quando pensou em adotar um pet procurou a Fazenda Abrigo de Fauna. Ele relata que o processo foi rápido e prático, e ainda teve a vantagem de contar com o suporte da equipe após a adoção: “Quando eu e a minha família chegamos lá, fomos muito bem atendidos, eles nos deram toda a assistência, e pudemos conhecer todos os animais que estavam esperando pela adoção. Resolvemos adotar a Abigail, que trouxe muita alegria para nossa família, principalmente para minha neta. Eu recomendo a todos que tem vontade de ter um animalzinho a adotar, porque a minha experiência foi muito positiva”. 

Ainda existem mais de 300 cães e gatos a espera de novos tutores. Para adotar um pet é muito fácil e o processo pode ser iniciado à distância. Basta entrar no site, conhecer os pets e encontrar um animalzinho que desperte seu interesse. Depois é só preencher o formulário disponível e aguardar. A equipe da Vale entrará em contato e fará uma entrevista virtual que vai auxiliar na escolha do animal, de acordo com o perfil dos tutores. Todos os animais recebem acompanhamento veterinário por, no mínimo, seis meses após a adoção. 

Além do site vale.com/melevapracasa os interessados também podem entrar em contato pela Central de Atendimento, pelo telefone 0800 031 0831. A ligação é gratuita.

* ESTE TEXTO É DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DO CLIENTE

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou