Notícias

‘Ninguém aguenta mais impostos’, escreveu Bolsonaro sobre CPMF durante a campanha

Por Redação , 11/09/2019 às 07:45
atualizado em: 11/09/2019 às 16:14

Texto:

Foto: Alan Santos/PR
Alan Santos/PR

A possível criação de um imposto nos moldes da antiga CPMF iria contra promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Nessa terça-feira (10), o secretário-adjunto da Receita Federal, Marcelo de Sousa Silva, divulgou como seria a 'nova CPMF', no âmbito da reforma tributária.

Leia mais: 'Nova CPMF' deve taxar depósitos, saques e operações nos cartões de débito e crédito

Em setembro de 2018, durante a campanha rumo ao Palácio Planalto, Bolsonaro postou duas mensagens sobre a CPMF:"Ignorem essas notícias mal intencionadas dizendo que pretendemos criar a CPMF. Não procede. Querem criar pânico pois estão em pânico com a chance de vitória. Ninguém aguenta mais impostos, temos consciência disso", escreveu em 19 de setembro. 

Dois dias depois, o então candidato voltou ao Twitter: "Votei pela revogação da CPMF na Câmara dos Deputados e nunca cogitei sua volta. Nossa equipe econômica sempre descartou qualquer aumento de impostos. Quem espalha isso é mentiroso e irresponsável. Livre mercado e menos impostos é o meu lema na economia. 

Taxação 

Como explicado por Marcelo de Sousa Silva nessa terça-feira (10), a ideia do governo é taxar cada saque, cada depósito em dinheiro com alíquota inicial de 0,40%. Além disso, cada operação de débito e crédito deve ser submetida a uma alíquota de 0,20%.

O objetivo da equipe econômica é que o novo imposto substitua de maneira gradual a contribuição patronal sobre salários (folha de pagamentos), a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) e, também, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

"É uma alíquota de 0,20% no débito e crédito para poder desonerar parcialmente a folha em algo equivalente a um FGTS [7%]", disse o secretário-adjunto da Receita Federal ao final do Fórum Nacional Tributário,organizado pelo Sindifisco Nacional.

Veja outras postagens do presidente sobre o imposto: 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link