Notícias

MPMG marca audiência pública para discutir o projeto de construção da Arena MRV

Por Redação, 11/06/2019 às 17:02
atualizado em: 12/06/2019 às 14:03

Texto:

Foto: Divulgação
Divulgação

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio das Promotorias de Justiça de Meio Ambiente e Habitação e Urbanismo de Belo Horizonte, agendou para a próxima terça-feira (18) uma audiência pública para discutir os possíveis prejuízos e benefícios da implantação do projeto de construção do estádio do Atlético, a Arena MRV, no bairro Califórnia, na região Oeste da capital. De acordo com o órgão, no encontro serão abordadas as características ambientais e urbanísticas do local.

A audiência pública será realizada de 19h às 21h no Salão Vermelho da Procuradoria-Geral de Justiça, localizado na avenida Álvares Cabral, 1.690, 1º andar, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul da capital.

Quem quiser acompanhar a audiência pública poderá fazer inscrição na terça-feira (18) no Salão Vermelho da Procuradoria-Geral de Justiça até o início dos trabalhos. Já as inscrições para debatedor e expositor devem ser feitas pelo e-mail pjma@mpmg.mp.br. Outras informações podem ser obtidas pelo no número (31) 3292-6064 ou no site do MPMG.

Suspensão de licença

No dia 13 de maio, o MPMG ajuizou uma ação pedindo a suspensão de licença para construção da Arena MRV. Na ação cautelar de urgência, o MP alega que a obra traz riscos de danos ambientais irreversíveis em Área de Preservação Permanente (APP) no local onde se pretende construir o estádio do Atlético.

O pedido de suspensão imediata do processo de licenciamento ambiental da Arena MRV inclui a Licença Prévia, concedida ao Atlético pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam), para o clube limpar o terreno e instalar os tapumes cercando o local.

*Com informações do MPMG

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Caso envolvendo mensagens é absolutamente diferente de áudios de Dilma, diz Moro: https://t.co/FKCuREYlBN https://t.co/C7NHusXDcy

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Nada ali [telefonema de Dilma] foi liberado a conta-gotas e que daquele material poderia ser verificada a autenticidade a qualquer momento", argumentou.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O sentido Mangabeiras está totalmente bloqueado

    Acessar Link